segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

António Guedes Alcoforado
                   António Guedes Alcoforado era irmão de D.ª Filipa Carvalho e de Isabel Cardosa e primo de D.ª Isabel do Sobral. Em 9 de julho de 1600, redigiu testamento, no qual pediu para ser sepultado na Sé de Lamego, na sepultura de seus pais. No dito testamento determinou como se deveria proceder no seu enterro e quais os legados pios que pretendia. Por sua testamenteira e universal herdeira deixou sua irmã Filipa de Carvalho. Pelo seu testamento é notório pela listagem que elencou de devedores, que emprestava dinheiro a juro. Quando realizou o testamento encontrava-se já acamado. Em outubro de 1600 sabemos que já havia perecido. 
Solicitou que fosse acompanhado à sepultura pelas capelães e cabido da Sé de Lamego, que lhe fizessem 1 ofício de 9 lições por 20 clérigos, pediu ainda que lhe tomem por sua alma, uma bula de cruzada e outra de composição, de 2 mil réis, pediu, ainda, que por sua alma se vestissem 12 pobres. Pediu para ser amortalhado em hábito de São Francisco e para isso deixou aos frades da cidade de Lamego 2 mil réis. Deixou às suas primas Catarina Guedes e a Maria Guedes, 6 mil réis para cada uma. A sua testamenteira teria que dar aos pobres mais necessitados 3 mil réis, aos frades de S. Francisco de Cássia para fazerem um púlpito, mil réis. A sua sobrinha Mécia Cardosa, deixava a terra que possuía nas terras da feira, uma vinha dizima a Deus e 200 cruzados, 8 alqueires de centeio, pela medida velha, que lhe pagava o casal dos Quintãs de Várzea, 2 alqueires de trigo e 1 galinha, mas com a condição que se entendesse com seu marido e não tivessem questões com as suas irmãs. À misericórdia de Lamego deixou 2 mil réis.
Maria Guedes era casada com Baltazar de Freitas e moravam no concelho de Penaguião. 
Isabel Cardosa morava na sua quinta dos Bairros no concelho de Caria (depois freguesia do concelho de Belmonte).

               (Informação retirada dos documentos do sub sistema da Casa do Poço, pertencente ao espólio documental da Família Leite Pereira de Magalhães Alpendurada)


Sem comentários:

Publicar um comentário